Interpass... Um logro

Novembro 13, 2008 Vice

Faz alguns anos que eu e minha esposa fomos contactados pessoalmente por um determinado senhor, numa acção de marketing relacionada com a empresa 'Interpass', a qual comercializa essencialmente serviços na área do turismo, estando o mesmo a cumprir a sua missão, e o qual nos forneceu informações relativas aos serviços prestados por aquela empresa e o que poderíamos ganhar ao nos associarmos.

Foi-nos proposto um pagamento mensal durante 36 meses e, após aquele prazo, um pagamento de 200 contos (cerca de 1000 euros), a ser feito de uma só vez, para que pudéssemos usufruir dos benefícios então propostos e que, resumidamente, seriam uma semana de férias a ter lugar anualmente, e de forma vítalicia, para a minha pessoa e minha esposa bem como para os descendentes, para além de descontos em um sem número de unidades hoteleiras nacionais e internacionais. Seria entregue a cada um de nós um cartão e cada um dos titulares teria direito a alojamento para quatro pessoas.

Após o pagamento integral do contrato, fomos contactados por um funcionário desta empresa o qual nos informou que, para podermos usufruir dos benefícios referentes ao  contrato com eles efectuado, teríamos de proceder a um pagamento no valor de 500 contos (cerca de 2.500 euros).

De nada nos valeu reclamar até porque o contrato então efectuado não mencionava o valor final a pagar. Foi por nós efectuado de boa fé e não esperávamos ser sujeitos a uma burla desta natureza.

É pois por estas e por outras que adoro viver neste país de oportunistas.