Curiosidades

Fevereiro 6, 2008 Vice

De onde vem a cãibra?

A cãibra é uma contracção involuntária, dolorosa e transitória de um músculo ou grupo de músculos e é um sinal de esforço ou tensão muscular.
A generalidade das pessoas já experimentou esse espasmo muscular. Acontece frequentemente na barriga da perna e nos dedos dos pés, podendo também acontecer nos intestinos e estômago.
Antes de efectuar exercício físico é conveniente efectuar exercícios de alongamento.
Em caso de cãibra deve contrair o músculo oposto ao que está doendo, como fazem os jogadores de futebol. Se a cãibra for na barriga da perna, por exemplo, deverá alongar os músculos da parte da frente, puxando a ponta do pé para cima, em direcção à canela.



O que causa o arroto?

Também conhecido por eructação, o arroto é causado pelo acto de engolir ar (aerofagia).
Falar ou comer muito rápido, engolindo ar, são as causas mais comuns. Ingerir alguma substância que contenha gás, como por exemplo um refrigerante, pode ser outra causa provável.



Porque razão às vezes o meu olho treme?

O espasmo das pálpebras é causado pela contracção do músculo orbicular (músculo que permite encerrar as pálpebras).
A causa mais provável é que seja provocado pelo cansaço ou stress. Paulo Henrique, oftalmologista da Unifesp, diz que é uma espécie de cãibra. O músculo movimenta-se rápidamente para fazer circular mais sangue na região e dissipar o ácido láctico, responsável pela irritação na terminação nervosa.



Porque há uma espécie de "choque" quando se bate com o cotovelo na quina da mesa?

A reação é causada pela compressão de um nervo chamado ulnar ou cubital. No cotovelo, o nervo ulnar está muito exposto, ficando susceptível a pancadas.
Esse nervo está ligado aos dedos mínimo e anular. Por isso, a sensação de choque se espalha do cotovelo até esses dois dedos.



Por que tenho a impressão de já ter visto um lugar onde nunca estive?

A sensação de "déjá vu" pode acontecer com quase todos e tem origem biológica.
O hipocampo - região do cérebro responsável pelo processamento da memória - é activado fora de hora, exactamente quando está ocorrendo um facto novo, dando a impressão de que aquilo já estava registado, de que é um facto do passado.
O evento é mais frequente em pessoas com epilepsia no lobo temporal e isso, provávelmente, está relacionado com o "disparo" anormal do hipocampo, um dos centros cerebrais da memória, como explica o psiquiatra Roberto Sassi.
Isto não implica contudo que pessoas que tenham "déjá vu" sofram de epilepsia.



Porque bocejamos?

Bocejar é uma maneira de contornar o sono. Através deste acto melhoramos a circulação sanguínea no cérebro e, por isso, a atenção.
Ao bocejar, o segundo e o terceiro ramo do nervo trigêmeo (um dos nervos da face) são activados estimulando o cérebro.
O único mistério é o factor «epidémico» do bocejo — ninguém sabe porque é que as pessoas bocejam quando vêem outras a bocejar!
Ao ser ‘transmitido’ para outra pessoa, melhora, em geral, o estado de vigília de todo o grupo.



O que causa o espirro?

É um mecanismo de defesa, uma forma de o organismo libertar bactérias e vírus alojados nas vias respiratórias, especialmente no nariz, limpando-o.
Não se deve tentar impedir o espirro e nunca deverá bloquear o nariz para evitar fazer barulho.
A velocidade do espirro pode ser de 160 km/h pelo que, se tapar nariz, a pressão é transmitida para um canal do ouvido correndo-se o risco de furar o tímpano.

<< Anterior <<       >> Seguinte >>