Os Barões do petróleo

Novembro 18, 2011 Vice

Em 1997, a Nissan apresentou o modelo eléctrico Hypermini no salão de Tokyo (em baixo à esquerda).
O Município da cidade de Pasadena (Califórnia - EUA) adoptou esta viatura como veiculo profissional para os seus empregados (em baixo à direita).
Essencialmente era muito apreciado pela sua facilidade de manobra e estacionamento, e ainda pela sua grande operacionalidade em se movimentar dentro da cidade.

Em Agosto de 2006, expirou o contrato de aluguer das referidas viaturas, entre o Município de Pasadena e a Nissan.

O Município tentou comprar as viaturas mas a Nissan recusou peremptóriamente. A Nissan recuperou todas as viaturas para as…

...DESTRUIR !

Em 2003, a Toyota decide parar a produção do RAV4-EV (EV - veiculo eléctrico). Este 4x4 eléctrico, um produto de alto refinamento tecnológico, era muito apreciado pelos utilizadores.

Em 2005, os contratos de aluguer das viaturas, expiraram. A Toyota imediatamente se apressou a recuperar todos estes veículos afim de os…

...DESTRUIR !

Mas entretanto, alguns cidadãos americanos começaram a organizar-se.
A associação “DontCrush” entra em acção para tentar salvar os RAV4-EV. Esta associação fez pressão sobre a Toyota durante 3 meses e, finalmente, VITÓRIA!
A Toyota recuou e autorizou, os que alugaram estes veículos RAV4-EV, a comprá-los.

Curiosamente enquanto que os veículos eléctricos são destruídos em massa, os de combustão são bem protegidos, como se pode avaliar a seguir.

Em Junho de 2001, Jeffrey Luers, 23 anos, activista americano pela defesa das florestas, teve uma triste experiência.

<< Anterior <<       >> Seguinte >>